A LUDOTERAPIA COMO FORMA DE INTERVENÇÃO EM LUTOS INFANTIS

Rosa Maria Lopes Affonso, Thais Teixeira

Resumo


O presente artigo tem por objetivo analisar doze casos clínicos (de crianças de 2 aos 12 anos) já bibliografados, decorrentes de luto infantil (real ou simbólico), observados por meio de instrumentos da Ludoterapia, como Hora Lúdica, Desenho Livre, Desenho Livre com História, entre outros. Levamos em consideração aspectos que formam o perfil das crianças, como a escolaridade, o sexo, o tipo de luto sofrido e qual a colaboração familiar para cada caso. Pretende-se diferenciar o luto real do luto simbólico, bem como o Luto Normal do Luto Patológico. Haverá um breve histórico da ludoterapia, bem como de seus avanços, principalmente, no Brasil e como os instrumentos utilizados intervêm nos lutos e nos principais sintomas dos lutos infantis.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




ISSN: 2238-8524

Licença Creative Commons

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.